Arquivos de Categoria: Trilha sonora

Séries, temas & aberturas: Kojak (ou não basta ser careca)

O governo de #ForaTemerGolpista vai caindo a cada dia mais no ridículo. Comparar o lamentável ministro da Justiça com o Telly Savalas e seu magnífico Kojak é algo completamente sem noção.  Alexandre Moraes é lá capaz de ter essa moral, neném? E como estamos na Pavuna’73, segue a ótima música-tema do seriado que rolou de …

Continuar lendo

Séries, temas e aberturas: O agente da UNCLE

Quem já leu alguma vez o Pavuna’73 sabe que sou um sujeito nostálgico (creio que acontece com a maior parte das pessoas após os 50) – o próprio nome do blog grita esse fato Assim, há de compreender a minha alegria ao descobrir, num ponto de ônibus, há umas três semanas, que, no dia 3 de setembro, entraria em …

Continuar lendo

Séries, temas e aberturas: The Persuaders

Uma série com roteiro inteligente e bem-humorado, interpretado por dois monstros sagrados do cinema, popular e premiada internacionalmente pode terminar em sua primeira temporada, vítima de seu sucesso ? Sim, pode. Foi precisamente o que aconteceu com “The Persuaders”, que me levava a dormir tardíssimo nas terças-feiras, mesmo em período de aulas, e cuja abertura …

Continuar lendo

Veneza, Florinda e o australopiteco

Diogo Mainardi começou a viagem. Quer dizer, o Paulo Nogueira, do DCM, voltou a pegar no pé do cretino por ele ter xingado os nordestinos, durante a campanha eleitoral, no Manhattan Connection, onde ele aparece – apesar do nome do programa – falando de Veneza. A cidade fica no Nordeste da Itália e tem como uma …

Continuar lendo

As grandes esperanças brancas

Todo o meu ecletismo musical, que você pode conferir ao lado, não esconde um fato: sou um “Motown boy” criado nos anos 60 e 70 nos subúrbios do Rio. Ao som de Chi-lites, Marvin Gaye, The Supremes, Stylistics, Stevie Wonder (não era da Motown, mas valia) e, acima de todos, os Jackson 5, é que …

Continuar lendo

Luto

A notícia da morte de James Garner, ainda mais logo depois do falecimento de Johnny Winter, me abalou. Ambos são dois dos símbolos da década de 70 para mim. O segundo era uma admiração – o via, de vez em quando, no programa “Sábado Som”, do Nélson Motta, na Globo, que assistia antes de ir …

Continuar lendo

Séries, temas e aberturas : M.A.S.H.

Há alguns meses, teclava com o Conselheiro Gaúcho e a conversa descambou para nossas aberturas favoritas de séries para TV. Houve mais concordância do que discordâncias nesse “varandão da saudade”. Lembrando do papo, resolvi homenagear séries que marcaram meus 48 anos de telespectador – só tive TV a partir do carnaval de 1966, quando meu …

Continuar lendo

Buscas e esperas

A gente vive buscando e esperando – amor, dinheiro, amizade, paz de espírito, dietas milagrosas… De minha parte, além dessas, tem ainda as discos e músicas que me marcaram por algum motivo. Três delas foram especiais – de uma já tratei aqui , uma segunda mencionei aqui , mas vou contar mais agora, e a última …

Continuar lendo

Penetras no embalo

Semana passada falei do New Order e do Joy Divsion e pus um link para o histórico show do Sex Pistols em Machester, em 76 (aqui, de novo). Além dessa vertente, os anos 70 tiveram ainda o rock progressivo, em sua primeira metade, e as canções de protesto nas Américas do Norte (contra a guerra do …

Continuar lendo

Um luxo de canção

Uma nova forma esta semana. Em vez de falar de um compositor ou intérprete, Pavuna ’73 vai se concentrar numa canção. A ideia para a mudança, porém, não teve a ver com música, mas com cinema. Mais especificamente com uma de suas divas: Audrey Hepburn. “Moon river”, a canção em foco, é o tema de …

Continuar lendo