Autor Arquivo: Coleguinhas

“Elis”

Vi “Elis” no sábado. Não vou nem tentar descrever o que senti porque o Marceu Vieira já o fez com aquele talento que invejo há 30 anos. Só fiquei matutando: será que há mais gente que lembra onde estava quando soube da morte da maior cantora brasileira com que convivi ? (Elizeth era grandiosa também, …

Continuar lendo

Bumba-meu-boi

A situação atual da política brasileira.  

Continuar lendo

Séries, temas & aberturas: Kojak (ou não basta ser careca)

O governo de #ForaTemerGolpista vai caindo a cada dia mais no ridículo. Comparar o lamentável ministro da Justiça com o Telly Savalas e seu magnífico Kojak é algo completamente sem noção.  Alexandre Moraes é lá capaz de ter essa moral, neném? E como estamos na Pavuna’73, segue a ótima música-tema do seriado que rolou de …

Continuar lendo

“O machão”

A foto abaixo é da minha turma do Colégio Pedro II, quando estávamos na sexta série, em 1973, ano que está no nome desta página. Se quiser me encontrar nela, terá algum trabalho – tímido que só, estou no lado direito da foto, o quarto da direita para esquerda, a cabeça fantasmagórica bem embaixo da …

Continuar lendo

Esplendorosa

Pequena pausa nos Jogos Olímpicos. Após provocação de Olga de Mello, a querida Cláudia Noronha respondeu à altura : enviou uma porção de jóias da cafonice para o facebook. Logo do início, flechou meu coração (tô falando de cafonice, oras!): “Love is a many splendored thing”, que aqui ganhou a totalmente apelativa (e perfeita) tradução …

Continuar lendo

“Lex” – Ratatat

 

Continuar lendo

A banda dos Irmãos Allman

Como o nome diz, a The Allman Brothers Band era o grupo liderado pelos irmãos Allman, Duane e Greg, e considerada uma das melhores – se não a melhor – banda de rock do sul dos EUA, sendo Duane escolhido pela Rolling Stones o nono melhor guitarrista de rock de todos os tempos, em eleição …

Continuar lendo

“Guilty” (Bee Gees/Hamilton)

Caras, eu realmente não resisto a um soul e o DJ inglês Hamilton Dean mandou bemzaço neste remix DnB de “Guilty”, dos Bee Gees

Continuar lendo

“O primeiro jornal” – Elis

Esta, de autoria de Suely Costa e Abel Silva, recorda o tempo em que se lia jornais e estes não circulavam aos domingos. Se mudar para “o primeiro post”,  funciona de segunda a segunda hoje em dia (e o nome do disco também vem bem a calhar). Boa semana!

Continuar lendo

Paris, toujour Paris…

Para quem ama Paris (quem não?): “J’ai deux amours”, de Henri Varna e Vincent Scotto, com Madeleine Peyroux, que apesar do nome – e de ter começado a cantar nas ruas da Cidade Luz – é estadunidense de Athens, Georgia .

Continuar lendo